17 de janeiro de 2013

Cerimônia de casamento não é espetáculo


A diocese de Apuracana, no Paraná, publicou algumas normas referentes a realização de cerimônias do sacramento no matrimônio na Igreja. Não se trata de nada novo; a diocese está apenas procurando disciplinar aquilo que já é um normativo litúrgico.

O problema maior é que, na cabeça de muitas noivas e noivos, o dia do casamento é um espetáculo para ficar na história. Eu não posso discordar que se trata do dia mais importante na vida de um casal, porém muitas cerimônias, cercadas de glamour e espetacularização, perdem todo sentido da sacralidade do momento.

Eu sou padre há 11 anos e gostaria de chamar à atenção alguns pontos:
1. A entrada dos padrinhos não é um desfile de roupas nem de tendências da moda. Os padrinhos não são fundamentais para a cerimônia do matrimônio, eles são apenas testemunhas desse importante acontecimento. Nesse caso, dois casais são suficientes. Eu não tenho nada contra ter mais alguns padrinhos, mas não vamos exagerar! Já presidi cerimônias, nas quais havia mais padrinhos do que pessoas na igreja. Eu também já fui padrinho em muitos casamentos, sei que é muito cansativa toda espera para esse ou aquele padrinho chegar, afim de organizar a tal da "fila dos padrinhos".

2. O matrimônio é uma cerimônia religiosa, sacra e litúrgica; e a cerimônia deve ser envolvida por uma sacralidade e por uma unção que vai ser importante para toda a vida do casal. Músicas de filmes, novelas ou de outras temáticas que não sejam cristãs não cabem nesse momento. O que não faltam são opções de músicas sacras maravilhosas para casamentos. Mas o problema é quando o casal não tem envolvimento com a própria Igreja.

3. Não existe coisa mais deselegante, desrepeitosa e irritante do que o tal do atraso da noiva; alguns chegam a ser estúpidos. Qualquer demora acima de meia de hora deveria suspender a cerimônia. Nos Estados Unidos, fiquei impressionado como a pontualidade dos casais. É algo levado muito a sério por eles. Fiz um casamento entre um americano e uma brasileira. Os convidados do noivo americano já estavam todos na Igreja meia hora antes da cerimônia. Quando eu estava dando a bênção final, os convidados da noiva brasileira estavam chegando.

4. Muitas pessoas não têm noção do que é uma igreja. O vestuário de muitas pessoas é totalmente inapropriado para o lugar; e isso também vale para muitas noivas. O decote de muitos vestidos chegam a ser constrangedores! Convidados conversam durante a cerimônia, atendem celulares, mandam mensagens. E o mais duro é quando o padre diz: "O Senhor esteja convosco", e os noivos nem sabem o que responder.

5. Alguns fotógrafos e cinegrafistas acham que uma igreja é igual a um estádio de futebol, no qual eles têm de correr para pegar todos os ângulos. Passam na frente do padre, atrapalham a cerimônia e ainda pedem para os noivos olharem para a foto durante o casamento.

A Igreja não quer ser chata nem dificultar a vida dos noivos, apenas zelas por aquilo que é sagrado. Se você quer uma família sagrada, comece pela cerimônia do matrimônio.

Padre Roger Araújo
Jornalista e membro da Comunidade Canção Nova

Fonte: CN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serão excluídas mensagens de cunho ofensivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...