21 de agosto de 2012

Defesa contra o demônio




Frei Elias Vella afirma que “[...] é mais fácil formularmos uma resposta para a pergunta – Qual a defesa, qual remédio devemos usar contra a ação do demônio?

Poderíamos dizer: tudo o que nos defende do pecado, fortalece-nos contra o inimigo invisível. A graça é a defesa decisiva. A inocência assume o aspecto de força. Cada um lembra-se da freqüência com que o método apostólico de ensinar fez uso da armadura de um soldado como símbolo das virtudes que fazem do cristão um soldado inatingível.

O cristão deve ser militante; ele deve ser vigilante e forte; e deve, às vezes, usar de práticas ascéticas especiais para se livrar de certos ataques do demônio. Jesus nos ensina isso, indicando “a oração e o jejum” como remédio. E o apóstolo sugere a linha principal que devemos seguir: “Não sejam vencidos pelo mal, mas vençam o mal pela prática do bem”.

Com a consciência, portanto, da oposição que as almas individualmente, a Igreja e o mundo devem enfrentar no momento presente, tentaremos dar, tanto o significado como a eficácia à invocação familiar de nossa principal oração: “Pai Nosso...livrai-nos do mal””.

O Padre Gabriele Amorth nos ensina também explica como se libertar da ação do maligno

Embora tenhamos respondido de forma simples, esperamos ter ajudado em mais essa questão. Caso tenha dúvidas nos envie um e-mail simbolosefe@hotmail.com

Fonte: O Anticristo. Quem é e como age? Frei Elias Vella.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serão excluídas mensagens de cunho ofensivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...