9 de abril de 2012

Um feto pode ser possuído?



Procuraremos esta resposta em um dos livros do Padre Gabriele Amorth, exorcista e especialista na área. Em suas memórias (página 188), Amorth afirma que sim, “às vezes o Demônio já possui o feto”. Abaixo vamos acompanhar uma de suas falas:






MALEFÍCIOS ANTES DO NASCIMENTO

O senhor também disse várias vezes que é muito importante batizar as crianças pouco depois do nascimento, mas seria útil poder fazê-lo mesmo antes... Por quê?

Porque, às vezes, existem pessoas que fazem malefícios mesmo antes do nascimento. Aconteceu a mim, às vezes interrogando o Demônio, de lhe perguntar:

-Desde quando você está ai dentro?
E aconteceu de ter esta resposta:
- Desde antes que nascesse.

Às vezes o Demônio já possui o feto.

Isto é possível quando existe um malefício feito contra a mãe, afim de que recai sobre a criança que traz dentro de si. E depois se manifesta, um pouco por vez...

Eu me deparei com uma moça, que agora está curada perfeitamente, libertada totalmente, casada, leva uma vida normal; uma moça que tinha nascido em uma clínica ou em um Hospital, não me lembro, onde trabalhava uma enfermeira que era Satanista. Esta mulher tremenda, logo,  assim que nascia uma criança, fazia uma consagração a Satanás. E eu e o Demônio discutíamos duramente, durante o exorcismo. Eu lhe dizia.

- É a imagem de Deus! Foi batizada.
E ele respondia:
- Eu achei primeiro! Eu cheguei primeiro!

Porque não tinha sido batizada logo...

Mo entanto, o Batismo impediria isto porque contém uma oração de exorcismo. Infelizmente, e também Paulo VI se lamentou, no Novo Rito a reduziram a uma só oração. Porém, nos primeiros tempos da igreja se dava uma grande importância ao exorcismo do batismo. E o mesmo acontece com a renovação dos votos batismais. E, agora, ainda que reduzido aos mínimos termos, ainda existe.

Porém, não tira a presença do Demônio, se já tem a sua presença. O Batismo não a tira. Se existe um malefício, não o tira. Os efeitos malignos se manifestam um pouco por vez; primeiro, quando a criança é pequena, faz coisas estranhas, e se diz:
- Mah, quando crescer isso passa...

E, quando mais passa o tempo, mais se enraíza a presença maligna. Depois, vêem a mim um homem de cinqüenta, sessenta anos que tem a possessão diabólica, e se vem a descobrir que a teve desde criança, com um malefício... Então é necessário tempo, muito tempo, porque o Demônio se enraizou muito. Uma única vez, com um exorcismo de dez minutos, eu consegui libertar uma pessoa, uma mocinha... Mas eu já narrei isto. É, de fato, o primeiro exorcismo diz: Eradicare et fugare: pede-se a Deus de desenraizar e fazer fugir o Demônio. Porque quanto mais se espera, mais difícil é a libertação, ele implanta mais fortemente.

Adaptação de Jailson Uriel Zanini.


Do livro memórias de um exorcista. Autor Padre Gabriele Amorth.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serão excluídas mensagens de cunho ofensivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...