9 de fevereiro de 2012

Internet é aposta para prevenção abusos Sexuais.

Centro de ensino à distância vai oferecer formação a padres, professores e pessoal das instituições católicas 


(RV  9/2/2012) A criação de um portal multimédia, em várias línguas, para ajudar na prevenção de casos de abusos sexuais domina hoje o final do simpósio internacional de quatro dias, sobre o tema, que decorre em Roma.
A nova página na Internet foi apresentada esta manhã pelo cardeal Reinhard Marx, arcebispo de Munique (Alemanha), diocese que financiou e vai sediar a iniciativa, revelando que o projeto de ensino à distância “está desenhado para um período de três anos”.
“O objetivo do portal multilingue é facilitar informações com base na Internet e oferecer formação para sacerdotes, diáconos pessoal pastoral e professores de religião”, indicou o cardeal alemão.
O arcebispo de Munique lamentou, na sua conferência, que se tenham ignorado “sistematicamente” as vítimas, no passado, com tentativas de “ocultar a terrível verdade, em vez de a reconhecer em toda a sua amargura”.
“Uma coisa é clara: teremos de continuar a lidar com o debate dos abusos e a crise está muito longe de ter acabado”, prosseguiu.
Aos responsáveis católicos, observou, compete evitar “técnicas obstrucionistas, a trivialização e a relativização” dos abusos que tiverem ocorrido, para que se possa “recuperar a credibilidade”.
“Abertura, transparência e veracidade são, portanto, insubstituíveis”, sublinhou.
O simpósio internacional ‘Rumo à cura e à renovação’, que se conclui esta tarde, reúne representantes de 110 conferências episcopais, e 30 ordens religiosas.
A iniciativa é organizada pela Universidade Pontifícia Gregoriana, de Roma, contando com o apoio da Santa Sé, em particular da Congregação da Doutrina da Fé (CDF), que em 2011 solicitou aos episcopados católicos de todo o mundo a elaboração de diretivas próprias para tratar os casos de abusos sexuais, a serem entregues até final de maio deste ano.
D. Reinhard Marx revelou que vão ser lançados “oito projetos-pilotos” em várias áreas geográficas e culturais.
“Isto demonstra que nós, como Igreja mundial, queremos trabalhar, juntos, como uma rede, para garantir a saúde física e mental das crianças e jovens”, afirmou.
Para este responsável, é preciso “atuar de forma positiva e desenvolver novas perspetivas para o futuro”.
Nesse sentido, destacou a criação do ‘Centro para a Proteção de Menores’, em Munique, com a colaboração da Universidade Gregoriana, envolvendo especialistas em Psicologia, Pedopsiquiatria e Psicoterapia.




Adaptação por Jailson Uriel Zanini 

DATA DA PUBLICAÇÃO: 09/02/2012 (Itália)



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serão excluídas mensagens de cunho ofensivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...