23 de janeiro de 2012

JMJ: "É hora de cultivar a terra semeada"

Córdoba (RV) - A Jornada Mundial da Juventude é uma grande semeadura, mas é preciso cultivar a terra na qual se semeou”. Estas palavras são a síntese da mensagem dirigida pelo Cardeal Stanislaw Rylko, Presidente do Pontifício Conselho para os Leigos, na tarde de domingo, a 500 jovens paróquias e movimentos religiosos de Córdoba, na Espanha.

O cardeal polonês natural de Cracóvia, que foi ordenado sacerdote e bispo pelo Beato João Paulo II, recordou a origem das Jornadas Mundiais da Juventude, promovidas por João Paulo II e prosseguidas por seu sucessor.

“As JMJ são um testemunho da vitalidade da fé. Nelas, muitos jovens se encontraram com Cristo e sentiram o chamado para lutar contra a corrente, hoje dominante, que quer eliminar Deus do horizonte da vida humana e limitar a experiência de Cristo no âmbito da consciência pessoal e da vida privada”.

O cardeal recordou ainda a proteção social e comunitária do Evangelho, citando aos jovens a frase de Bento XVI “quem crê nunca está sozinho” e encerrando sua palestra com o convite “Queridos jovens, nos vemos no Rio de Janeiro”.

Em seguida, muitos jovens fizeram perguntas sobre temas como sua amizade com João Paulo II, a crise das vocações sacerdotais ou a contribuição dos jovens no futuro da Igreja.

Õ encontro em Córdoba foi organizado pela Delegação Diocesana da Juventude para marcar o sétimo aniversário de «Adoremus» —um projeto juvenil de adoração do Santíssimo Sacramento iniciado em 2005.

Na conclusão, o cardeal concelebrou a missa com o clero local, seguida por uma sessão solene e extraordinária de adoração eucarística por parte dos jovens.
(CM)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serão excluídas mensagens de cunho ofensivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...