24 de junho de 2010

Cáritas e CNBB lançam campanha "SOS Pernambuco e Alagoas"


Da Redação, com Cáritas


Agência Brasil
Vista aérea das áreas atingidas pelas chuvas em Alagoas
A Cáritas Brasileira e a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) Nordeste II iniciaram nesta quarta-feira, 23, uma campanha de emergência em prol das vítimas das chuvas nos estados de Alagoas e Pernambuco.

As doações para a
Campanha "SOS Pernambuco e Alagoas"podem ser feitas pela conta:

Banco do Brasil
Agência 3505-X
Conta Corrente 5821-1


Os estragos causados pelas inundações provocaram a morte de 44 pessoas, segundo informações divulgadas hoje pelos governos dos dois estados. Esses números podem aumentar à medida que as equipes de socorro enviem novos dados.

A falta de água, de alimentos, de abrigo, dentre outras coisas, atinge mais de 200 mil pessoas.

A situação foi criada pelo aumento do nível das águas nas cabeceiras dos rios, situados em Pernambuco, os quais, hidrograficamente, deságuam na região do Vale do Paraíba, Vale do Mundaú e Vale do Camaragibe.

Em Pernambuco, houve a distribuição, até agora, do total de 191,5 toneladas de alimentos e outras 52 de água foram entregues nos municípios mais afetados. Em Alagoas, 15 mil cestas doadas pelas Conabs de São Paulo, do Ceará, de Minas Gerais, e do Rio Grande do Sul, bem como oito mil cestas doadas pela Conab de Alagoas, já foram doadas nos locais mais necessitados. São Paulo e Rio Grande do Sul também doaram 21 mil toneladas de alimentos, cobertores, roupas.

Independentemente de uma declaração oficial, a Cáritas já está presente na ajuda aos desabrigados. Desde o início, pôs-se à disposição da população e dos governos com seus equipamentos e voluntariados, como, por exemplo, abrindo escolas e estruturas paroquiais para abrigamento das famílias. As igrejas são pontos de referência para recebimento e distribuição de alimentos não perecíveis, de agasalhos e de outros objetos, bem como a assistência à saúde integral das vítimas.

Alagoas

Em Alagoas, segundo os boletins oficiais, o rio Mundaú subiu seis metros repentinamente na sexta-feira, 18, causando enchente no Vale do Mundaú. Há registro de que 177.282 pessoas foram afetadas pelas chuvas e 607 desaparecidos, dos quais 500 vítimas somente no município de União dos Palmares. Até agora, 26.141 pessoas estão desabrigadas e 47.687 estão desalojadas. Há 21 municípios desse estado atingidos e 15 deles decretaram situação de calamidade pública. Mais de 4 mil casas foram destruídas.

Os óbitos em Alagoas foram registrados nos municípios de União dos Palmares; Murici; Branquinha; Rio Largo; Santana do Mundaú; Joaquim Gomes; e Paulo Jacinto. Em Alagoas, 17 municípios estão em estado de emergência: Santana do Mundaú; Joaquim Gomes; São José da Laje;União dos Palmares; São Luiz do Quitunde; Matriz do Camaragibe; Jundiá; Jacuípe;Branquinha; Paulo Jacinto; Quebrangulo; Capela; Cajueiro; Atalaia;Viçosa; Rio Largo; Muric.

Até agora, há 15 cidades em situação de calamidade pública: Santana do Mundaú, Joaquim Gomes, São José da Lage, União dos Palmares, Jacuípe, Branquinha, Paulo Jacinto, Quebrangulo, Capela, Cajueiro, Atalaia, Viçosa, Rio Longo, Satuba e Murici.

Pernambuco


Em Pernambuco, os registros da Defesa Civil estadual indicam que 54 municípios foram afetados pelas chuvas, dos quais 30 estão em situação de emergência e outros nove em situação de calamidade pública decretados pelo governador Eduardo Campos. Ainda de acordo com a Defesa Civil, 42 mil pessoas tiveram de deixar suas casas; 17.808 estão desabrigadas e, 24.552, desalojadas.

Em estado de calamidade pública, encontram-se os municípios de Água Preta, Barra de Guabiraba, Barreiros, Correntes, Cortês, Jaqueira, Palmares, São Benedito do Sul e Vitória de Santo Antão. Outros 30 estão em situação de emergência: Agrestina, Altinho, Amaraji, Belém de Maria, Bezerros, Bom Conselho, Bonito, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Catende, Chã Grande, Escada, Gameleira, Gravatá, Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes, Joaquim Nabuco, Maraial, Moreno, Nazaré da Mata, Palmeirina, Pombos, Primavera, Quipapá, Ribeirão, São Joaquim do Monte, Sirinhaém, Tamandaré, Vicência e Xexéu.

Mais 15 municípios de Pernambuco foram afetados pelas chuvas:Abreu e Lima, Aliança, Angelim, Araçoiaba, Belo Jardim, Cachoeirinha, Igarassu, Itamaracá, João Alfredo, Jurema, Limoeiro, Olinda, Paulista, Recife e São Lourenço da Mata.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Serão excluídas mensagens de cunho ofensivo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...